«Pugnas literárias» e políticas acerca do escritor José de Alencar

Valdeci Rezende Borges

Abstract


Neste artigo, procura-se abordar a recepção crítica à atuação literária do romancista José de Alencar, focando
sua obra regionalista O Gaúcho, de 1870, por meio de um conjunto de cartas do português José Feliciano de
Castilho, assinadas com o pseudônimo de Cincinato, que foram publicadas na imprensa do Rio de Janeiro, em
1871. As cartas, um gênero de texto comum na imprensa daquele período, foram veiculadas na revista Questões
do Dia: observações políticas e literárias escritas por vários e coordenadas por Lucio Quinto Cincinato, sendo,
em seguida, reunidas em livro homônimo. Ater-nos-emos àquelas de teor literário originadas da pena de Cincinato
e escritas como instrumento político de censura e deslegitimação da prática literária e política de Alencar, que se
posicionava, no momento, em confronto direto com o poder imperial, do qual Castilho era aliado.


Parole chiave


José de Alencar; José Feliciano de Castilho; Recepção crítica; Questões do dia; Lutas de representação

Full Text

PDF

Refback

  • Non ci sono refbacks, per ora.